Quem pode praticar yoga? VOCÊ!

Eu?? Do jeito que sou? SIM!


O yoga foi intitulado como Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2016, justificando que a prática se baseia “na unificação da mente com o corpo e a alma para permitir um maior bem-estar mental, espiritual e físico, formando uma parte importante do ethos da comunidade”. A UNESCO ressalta, ainda, que o yoga “é praticado pelos jovens e velhos sem discriminar gênero, classe ou religião”.


O que isso quer dizer? Que a filosofia do yoga é de acolhimento e não de exclusão. Que o yoga está aí disponível para todos aqueles que sentirem e quiserem experimentar. Pessoas gordas, magras, flexíveis ou não, jovens, crianças, pessoas de mais idade que quiserem começar agora, sim! Você precisa parar de fumar para praticar yoga? Não. Precisa ser vegano, vegetariano, ou entender de cultura indiana? Não. Qualquer outro mito que restrinja o acesso à filosofia do yoga, está em total desacordo com seus preceitos. Porém, uma coisa é certa, transformações acontecem nesse caminho


Desikachar, um grande mestre de yoga, perguntado sobre “O que é o yoga, afinal?” assim responde. “ É algo que experimentamos profunda e intimamente dentro de nós. Yoga não é uma experiência externa. Em yoga, tenta-se em todas as ações ser o mais atento possível em tudo o que se faz. Yoga é diferente de dança ou teatro. No yoga, não estamos criando algo para outros assistirem. Quando fazemos vários ásanas (posturas de yoga), observamos o que estamos fazendo e como estamos fazendo. Fazemos apenas para nós mesmos.” Portanto, o convite é para que você, começando de onde você está, acolhendo-se e aceitando-se exatamente como você é, sem qualquer pré-conceito, se assim sentir, simplesmente experimente, entregue-se ao processo e permita que o yoga se mostre para você.


Namastê.


Amanda Cella P. Machado






43 visualizações

© 2018 by Yoga Spanda